lb fr pt en de
Matdeelunge vum Äerzbëschoflechen Ordinariat . Communications de l’Administration diocésaine  
17 de Setembro de 2020

A Administração Diocesana informa (XIII)

Medidas para catequese no contexto da crise sanitária COVID19

O lançamento da catequese 2020-2021 será levado a cabo da forma mais normal possível, respeitando as medidas de saúde e higiene. Os grupos reunir-se-ão a partir de Setembro/Outubro.

Devido à situação do coronavírus, devem ser observadas as seguintes medidas de proteção, em conformidade com as disposições publicadas pelo Ministério da Educação Nacional, Infância e Juventude.

  • A duração da catequese é limitada a uma hora.
  • A catequese tem um grupo fixo. O número de participantes é
    limitado a 30 crianças.
  • Nos intervalos dos diferentes encontros de catequese, deve ser garantida a ventilação suficiente na sala que está a ser utilizada. Dependendo da situação meteorológica e das possibilidades da sala, também deve ser assegurada ventilação suficiente durante a catequese.
  • As crianças com mais de 6 anos de idade devem usar uma máscara quando chegam à sala. Durante a catequese, o uso de uma máscara é opcional enquanto se está sentado. No entanto, pode ser exigido pela equipa pastoral, dependendo da situação.
    • Ao deixar os lugares o uso de uma máscara é obrigatório.
    • Para crianças com menos de dois anos de idade o uso de uma máscara (ou outra proteção de boca e nariz) é proibido, e não é recomendado para crianças com menos de 6 anos de idade.
  • As crianças e os jovens devem ser incentivados a respeitarem as medidas de higiene em vigor (lavagem das mãos, cumprimentar sem tocar, etc.).
    • Se possível, as crianças e os jovens devem desinfetar as mãos quando entram na sala de catecismo.
  • Devem também ser observadas as seguintes regras:
    • Cantar apenas com máscara.
    • Evitar atividades que exijam deslocações dentro da sala. Quando apropriado, tais atividades podem ser organizadas no exterior.
    • Não à realização de trabalhos de grupo.
    • Cada criança utiliza os seus próprios materiais (canetas, cadernos, etc.), e tais objetos não devem ser emprestados.
    • Nenhuma troca de objetos ou símbolos.
  • Os objetos e as superfícies utilizadas devem ser limpos regularmente.
  • A criança deve ficar em casa em caso de doença ou se ela apresentar:
    • pelo menos um dos seguintes sintomas principais: febre; tosse; dificuldade em respirar; dores no peito; perda de gosto e/ou cheiro sem causa aparente.
      OU
    • dois ou mais dos seguintes sintomas menores: dores musculares; fadiga; rinite (nariz entupido ou a pingar); dor de garganta; dor de cabeça; perda de apetite; diarreia aquosa.
  • No caso de um ou mais casos positivos, devem ser observadas as seguintes medidas:
    • Caso isolado
      As pessoas da paróquia que estão em contacto com uma pessoa que deu positivo no teste são identificadas (back-tracing).
      Se estas pessoas tiverem mais de 6 anos, devem usar uma máscara durante cinco dias após o último contacto com uma pessoa que tenha apresentado um resultado positivo e durante a fase de teste.
    • Vários casos positivos num grupo:
      As atividades do grupo são suspensas, e qualquer nova iniciativa é analisada com os responsáveis da paróquia
 
Ä e r z b i s t u m    L ë t z e b u e r g   .   A r c h e v ê c h é   d e   L u x e m b o u r g    .   
YouTube
SoundCloud
Twitter
Instagram
Facebook
Flickr
WhatsApp 352 691 12 97 76
Service Kommunikatioun a Press . Service Communication et Presse
Äerzbistum Lëtzebuerg . Archevêché de Luxembourg

© Verschidde Rechter reservéiert . Certains droits réservés
Dateschutz . Protection des données
Ëmweltschutz . Protection de l'environnement
5 avenue Marie-Thérèse
Bâtiment H, 1er Étage
L-2132 Luxembourg
+352 44 74 34 01
com cathol.lu